Cinema

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011 | Published in | 1 comentários

Em algum lugar do passado
Tudo bem, cheguei aqui no cinema uns vinte minutos mais cedo do que havíamos combinado, mas acho que tudo bem. Ela aceitou vir no cinema comigo e eu nem acreditei. Adoro ela, ela é linda, e acho que faz bem pra mim ter chegado aqui mais cedo. Quando ela chegar eu já vou estar aqui, e ela não vai ficar esperando. É minha obrigação de homem esperar a garota, não acho certo deixar o contrário acontecer.
Vou acender um cigarro e esperar... É uma pena, parece que o tempo demora cada vez mais a passar. Fico aqui tragando o cigarro e pensando nela. Fecho meus olhos por um breve momento e consigo ver cada detalhe de seu rosto... Sinto seu perfume e ensaio o que vou dizer a ela quando nos encontrarmos. Só de me lembrar de seu sorriso parece que fico mais ansioso, nunca vi outra mulher que tinha um sorriso tão radiante. Era quase como se o sorriso dela afastasse cada um dos meus problemas.
Esses vinte minutos parecem durar uma eternidade. O tempo se arrasta e eu acendo outro cigarro. As pessoas passam por mim e minha expressão ansiosa é impossível de não ser percebida. Me pego outra vez pensando nela, pensando em como ela é linda e como a presença dela me anima. O calor de quando a abraço é reconfortante e essa lembrança me domina.
O tempo continua se arrastando, mas finalmente dá a hora que marcamos e ela ainda não chegou. Acho que ela se atrasou um pouco, o que é normal, afinal não sei como ela está vindo pra cá. Passam-se cinco minutos infernais nos quais eu olho no relógio a cada 10 segundos. E se ela não vier? Esse pensamento me assusta e tento tira-lo da minha cabeça, mas ele insiste em ficar ali, quase que me desafiando. Penso em ligar para ela, mas é provável que ela não esteja em casa, além disso teria que sair daqui, do local marcado, se ela chegar enquanto vou ligar podemos nos desencontrar, e aí tudo estará perdido.
Imerso nesses pensamentos eu a veja ao longe chegar. Linda, parecendo que possui um brilho próprio. Não vejo mais ninguém perto do cinema, só a veja chegando perto de mim. Ela me cumprimento com um longo e caloroso abraço, e eu posso sentir o seu cheiro. Nessa hora tenho certeza de que aquela tarde vai ser boa.

Em tempos atuais
            Uma linda jovem se aproxima de um rapaz com uma expressão séria. Ele está mexendo no seu aparelho celular. A jovem diz:
- Olá, acho que estou um pouco atrasada do horário que combinamos. Tem algum problema?
            E o rapaz responde:
- Nenhum, cheguei uns vinte minutos antes de você. Comecei a mexer na internet do celular e mal vi o tempo passar. Nem percebi que você estava chegando.

comentários

  1. Anônimo
    29 de dezembro de 2011 09:09

    nossaaaaaa, é verdade.... hoje em dia, está tudo uma merda (desculpa a expressão), mas nao deixa de ser um fato....

    ass: garota! =*

  2. Anônimo
    29 de dezembro de 2011 09:09

    nossaaaaaa, é verdade.... hoje em dia, está tudo uma merda (desculpa a expressão), mas nao deixa de ser um fato....

    ass: garota! =*