Dias de Chuva = Dias Felizes

quinta-feira, 25 de setembro de 2008 | Published in | 1 comentários

Nesse momento cai uma chuva torrencial em Brasília. Eu ainda estou no trabalho, vendo pela janela a chuva caindo e curtindo esse som gostoso que somente dias chuvosos podem proporcionar. É uma das minhas características mais estranhas: eu adoro dias chuvosos. Dias assim me remetem a boas lembranças. A minha primeira namorada me pediu em namoro durante um dia de chuva muito forte (e sim, não tenho vergonha de admitir que eu, sendo homem, fui pedido em namoro).

Mas de todas as lembranças envolvendo dias chuvosos, talvez a que eu ache melhor foi quando eu tinha uns 13 anos. O nome dela era Clara, alta, de cabelos pretos e pele branca, não parecia ter 13 anos como as outras garotas, aos meus olhos era como se ela já fosse uma adulta completamente desenvolvida e eu um pirralho. Lembro que foi uma paixão de adolescente no momento em que conversamos pela primeira vez. Apesar de uma série de defeitos eu a adorava, e como é óbvia nesses casos, ela adorava que eu a adorasse.

Por várias noites ela povoava meus sonhos e eu adorava quando ela sorria pra mim. Mas o que me faz me lembrar dela em dias de chuva como esses é outra história. Estávamos saindo do colégio e caia uma chuva torrencial, talvez mais forte como a do dia de hoje, e depois de um tempo observando a chuva cair (e passar), ela, um amigo e eu, resolvemos encarar a chuva e subirmos a pé até o ponto de ônibus. Os três juntamos aquela coragem que só temos quando estamos prestes a entrar na água fria e demos o primeiro passo. Não havíamos chegado a metade do caminho e estávamos todos encharcados, e foi nessa hora que aconteceu algo que viria a ser uma lembrança feliz por muito tempo. A camiseta do uniforme da escola era branca, e quanto mais chovia, mas ela grudava no corpo de Clara e eu podia ver cada contorno que ela tinha. Os seios, grandes demais para uma garota com a idade dela, chamavam a atenção de qualquer um que olhasse, era impossível desviar o olhar. E com a roupa colada ao corpo ela sorria de felicidade, achando boa a sensação de tomar um banho de chuva.

Nunca consegui ficar com essa garota, mas o sorriso dela e a camiseta grudada em seu corpo nunca saíram da minha mente, e desde então dias de chuva me trazem uma certa sensação de felicidade infantil.

comentários

  1. Hellchan says:
    14 de outubro de 2008 03:29

    Bom
    mais um motivo pra você rir dessa história XD

    Bjus

  2. Hellchan says:
    14 de outubro de 2008 03:29

    Bom
    mais um motivo pra você rir dessa história XD

    Bjus